12 de julho de 2012

Na Moral, vamos falar de privacidade

Sábado passado estive no Rio de Janeiro para participar da gravação do Na Moral, da TV Globo, sobre privacidade.


Por questão de tempo (o programa tem só 35 minutos), a minha parte do debate ficou muito rasa (e até meio queima-filme, ao menos sem a edição, que não sei como ficou). Vou explicar os pontos que tentei colocar lá, mas não consegui. Minha parte seria sobre exposição na web, afinal, com este blog eu exponho a minha vida e a do Miguel pra toooooda rede mundial de computadores. Isso tá certo? Basicamente, foram levantadas duas questões:

1. Será que a gente não se expõe demais na web?

Sim, é claro que a gente se expõe, e bastante! Mas tenho cisma com a palavra "demais", parece que quem está nos julgando está usando valores da época dos nossos avós. A gente entra em redes sociais e cria blogs pessoais pra se expor mesmo, é o melhor jeito de encontrar pessoas com interesses em comum, que passam por situações de vida parecidas, etc e tal.

No camarim, fingindo que tava tudo sussa

E os pais são seres  inseguros pra caramba, quando a gente se expõe mostrando nossos problemas ou alegrias da família, não fazemos isso por narcisismo, mas porque queremos opinião e dicas de outras pessoas. E depois de passar por algo, vamos escrever sobre isso pra ajudar os outros pais que também passarão pela mesma coisa.

2. Foto de criança usando uniforme é perigoso?

Aí entrou uma Procuradora Criminal (com maiúscula e tudo) e o Bial perguntou a ela se, olhando meu blog, viu algo de errado ou coisa do tipo. E ela cismou com um post que aparecia o Miguel de uniforme e disse que isso não era seguro.

Meu, fiquei doido, por dois motivos:

2.a) Ela não levou em consideração onde eu moro
Não adianta, Pedreira é uma cidade pequena, tem seus 40 mil habitantes que se conhecem e fofocam até sobre o pum que você solta na praça. Diferente de uma capital (ou uma cidade com seus poucos milhões de habitantes) em que não conhecemos nem nossos vizinhos, onde eu moro as pessoas conhecem todo o círculo social do outro: eu não sou o Rafael que tem blog e trampa com mídias sociais, sou o Rafael, que anda com o Elton, o Shé, o Flávio e outros sujismundos (bjo pessoal!).

E ninguém estará na porta da escolinha esperando o Miguel descer do carro e roubá-lo, nem o motorista permitiria um estranho pegar meu filho nem a mulher que fica no portão da escola.

2.b) Quem dita as regras são os criminosos?
Assim, um dos argumentos que ela usou para dizer que não é seguro publicar imagens com crianças de uniforme foi: há gente mal intencionada na web que vai usar essa informação para o mal. Aham, Cláudia!

Barra da Tijuca, sualinda, sdds! \o/

No dia-a-dia, quando seu filho vai sozinho pra escola de uniforme não tem ninguém mal intencionado na rua o olhando, né? E se alguém o sequestrá-lo na saída é culpa dele que andou nas ruas de uniforme, né?
Ela só não falou que a mulher de vestido é a culpada por ser estuprada porque esse não era o tema, senão tenho certeza que ela diria isso.
***************

Enfim, é isso. Nem sei o que será passado hoje no programa Na Moral, mas assistam e depois voltem aqui pra opinar sobre:

- Tô errado?
- Minha voz é de taquara rachada?
- Aquela blusa que usei tava muito gay-passivo-sem-deus-no-coração?
- Fui detonado ou não?
- Aliás, apareci no programa? Sei lá, vai que cortaram minha parte porque fui mal demais...

***************

Atualização (13/07/12)

Galera, ficou muito legal a edição, melhor do que eu esperava, tiraram a parte que eu gaguejei e não filmaram minhas mãos e pernas tremendo hahahaha...



Li todos os comentários, obrigado a todos por compartilharem suas opiniões aqui, responderei depois um a um. Pra quem perdeu: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...