14 de outubro de 2011

2º Dia das Crianças - menos presentes, mais diversão

Se no ano passado teve poucos presentes, nesse teve menos. Mas não, isso não foi ruim, pois mesmo sem presentes meus, eu pude garantir ao Miguel um dia muito divertido!

O único presente que ganhou: um upa-upa do vovô :)

No início, era tudo #mimimi. Reclamei para uma amiga que Pedreira não tem nenhum parque para bebês e crianças e ela me sugeriu um lugar em Jaguariúna muito bacana, chamado Parque dos Lagos. Decidi que iria lá na primeira oportunidade e aí o primeiro feriado que teve foi o Dia das Crianças (perfeito!).

- Calma aí, guri! Onde tu vais?
Quarta-feira de manhã lá estava eu acordando um amigo pra ir comigo e com o Miguel no parque, pois odeio ir sozinho num lugar que não conheço. E o Léo foi, embora estivesse destruído de cansaço. Ficamos lá durante uma hora, com direito a muito suor, golfinhos de água doce e garças assassinas (#PiadasInternas), mas fomos embora pois já era hora do almoço.

Mas que lugar maravilhoso. Valeu, Bruna, pela dica!
Acabou que depois do almoço eu voltei sozinho com o Miguel lá, com mais brinquedos e disposição. Eu voltei era umas 16h, o parque estava lotado de pais e filhos, me senti bem e num ambiente familiar, pai tem disso, de repente pai é amigo de todo pai, antes nunca prestava atenção em alguém com filho e agora sempre que vejo um faço questão de sorrir e cumprimentar. Ter filho parece que reforça um laço invisível com todos os homens do mundo.



Fiquei sentado com o Miguel na areia fazendo buraco, enchendo de água, cavocando mais, sujando a perna com a terra molhada. Naquela vibe Omo de que se sujar faz bem. Caramba, como faz! Quase uma hora sentado mexendo com a terra, o leão de brinquedo, o baldinho e a miniatura de carro...


Ano passado eu não tinha essa energia, sabe? Acho que por trabalhar de manhã e tarde e estudar a noite. Agora que "só" trabalho, parece que sobra um gás pra curtir cada momento. E mesmo quando chego esgotado, com a cabeça cheia, ver que tem alguém que QUER minha presença e minha disposição é algo louco, porque me dá ânimo (a não ser que eu esteja muito, muito cansado, às vezes acontece de eu só querer dormir rsrsrs pelo menos isso não aconteceu neste Dia das Crianças).

No final do dia a gente vê uma cara dessas e pensa que valeu a pena todo o esforço do mundo.
Foi um dia gostoso, melhor que o primeiro Dia das Crianças, num lugar que pretendo voltar sempre com alguém que quero estar junto sempre que possível, até ele não me aguentar mais. E espero que demore pra esse dia chegar.

:)

5 comentários:

  1. Realmente Pedreira está "a pé" de lugares para crianças. Sinto muita falta disso e meus filhos também lógico.
    Na idade do Miguel vale muito mais um passeio gostoso que um brinquedo com certeza.
    O Santiago ganhou um cavalinho deste (o chamamos de polenta) quando tinha um aninho também. Ele brinca com ele até hoje, mesmo tendo dado pra Ivy.

    ResponderExcluir
  2. Ele nunca vai não te aguentar mais, Rafa. Desse mal você não padecerá!

    ;**

    ResponderExcluir
  3. Aline, uma pena né? O bosque, que era o único lugar divertido, está fechado :/

    ResponderExcluir
  4. que passeio ótimo! aqui em campinas uma vez ou mais por mes vamos ao bosque dos jequitibas...ela adora fazemos piquenique e tiramos um monte de foto fazendo caminhadas e observando os bichos!
    O miguel se divertiu muito!
    Nosso dia da criança foi todinho dentro da piscina de casa(4000lt) mesmo, foi só um presente e nem ligou tanto só brincou muitona água...criança tem que brincar mesmo até cansar né! abçs
    babidorafa.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...