1 de fevereiro de 2016

Uma bagunça chamada mudança

Tenho postado pouco por aqui, quem me acompanha nas redes sociais sabe que tem sido uma época bem conturbada, cheia de desafios, porque eu e o Miguel estamos nos ajeitando para morar em Campinas.

Foto minha e do Miguel, quando ele foi conhecer nossa nova casinha.

Depois de uma boa temporada na casa dos meus pais, estamos indo para a cidade em que ele nasceu e onde trabalho, para aproveitar melhor o meu tempo, para ele curtir atividades mais legais para crianças, porque em Campinas há mais clínicas que atendem meu plano de saúde e ele poderá ter um melhor acompanhamento médico. Enfim, muitos prós...

Duro é que tudo tem sido uma mega bagunça:

  1. Primeiro pra arranjar casa. Tinha achado uma ótima, que o corretor alugou pra outra pessoa quando demorei uma semana pra levar os documentos, mesmo explicando minha situação. Não volto na Torre Imobiliária nunca mais.
  2. Achei uma outra corretora que me ajudou a encontrar um lugar adequado ao que precisa e, finalmente, fechei contrato com uma casinha de fundos que cabe no meu bolso e supre as necessidades minhas e do Miguel (achei na HM&Polo).
  3. Outra coisa é escola. Em Pedreira ele ia pra primeira série. Aqui depois de ver um monte de escola e Conselho Tutelar, descobri que ele precisa de mais um ano no Ensino Infantil, e a casa que achei do lado da escolinha só vai ser boa mesmo no ano que vem, mas paciência.
  4. Agora achei uma creche bem legal, mas só vou poder ver a questão da vaga no dia 16 desse mês, senão vou ter que de novo ir no Conselho Tutelar encher o saco do pessoal. Ansiedade define.
Mas enfim, está tudo indo. Fico feliz que tudo esteja entrando nos eixos, a casa já tá lá e devo começar a mobiliar agora na semana que vem. Quero fazer tudo isso com calma, uma coisa de cada vez, até porque mudanças são complicadas e ainda mais para crianças.

Aposto muito que o Miguel será bem mais feliz em Campinas, mas a transição da chácara dos avós para a casinha do papai com certeza não será fácil.

A jornada está só começando e eu só tenho a agradecer o apoio de todo mundo, principalmente dos meus pais e da minha namorada, sem eles não conseguiria nada disso :-)

24 de janeiro de 2016

"Meu Filhote Dragão" | Leitura Compartilhada #12



Acabamos de ler a série "Aventuras de Dragão", do escritor e ilustrador inglês M. P. Robertson, e não podíamos deixar de recomendá-la no Leitura Compartilhada! No episódio de hoje, conheça o primeiro livro!

Clique no vídeo abaixo para conhecer a obra, e ainda curtir um curta biruta de dragão que fizemos na introdução:



Lançado pela editora Biruta no Brasil, o livro "Meu Filhote Dragão" está a venda na Amazon BR :-)

3 de dezembro de 2015

Migs do Caixão ou Migs de Blair ou qualquer loucura tipo essa

Esses dias tava olhando as fotos e vídeos no celular que fica com meu filho e descobri uns vídeos fantásticos do Miguel fazendo apresentações tipo de vloggers com pitadas de filmes de terror. Me lembrou muito as aberturas dos filmes de Zé do Caixão ou aqueles filmes Found Footage à la Bruxa de Blair.

Tem tudo pra ser o Zé do Caixão, câmera, criatividade, baixo (baixíssimo) orçamento, gosta de atuar e do gênero de terror. Só falta parar de comer unha.

Perguntei para ele se eu podia compartilhar com as pessoas no blog e ele adorou a ideia! Apague as luzes, aumente o som e curta o vídeo do Miguel hahahahahahahhahaah

22 de novembro de 2015

Brincadeira de domingo: desenhar com cola e areia

Semanas atrás nos divertimos bastante com uma brincadeira super simples: desenhar com cola e areia!

Imagem do Miguel brincando com papel, cola e pó de flocagem


Para brincar disso com seu pequeno você só precisará de:

  • 1 tubo de cola
  • Papel
  • Areia ou outro tipo de pó (a gente usou pó colorido de flocagem)
  • Imaginação e mínimo de 10 minutos

Agora os passos são bem intuitivos: pegue o papel, aperte a cola fazendo um desenho e ao acabar jogue a areia, mas aqui vão algumas dicas que aprendi sofrendo hahahaahha:

Criança desenhando com cola, antes de jogar a areia

1. Use um tubo de cola cheio, assim não haverá necessidade de apertar demais e fazer aquelas patchotcha que estraga o papel e os desenhos.

2. Faça o desenho com lápis antes, bem fraquinho, e quando acabar, aí só siga ele com a cola. Isso ajudará a fazer desenhos que se pareçam mais com o que você havia pensado.

3. É melhor brincar em dias mais quentes, porque aí os desenhos secam mais rápido e dá pra tirar a camiseta da criançada para não ferrar com elas hahahahahaha.

Segue abaixo as artes do Migs:

Desenhos com cola e areia que meu filho fez

Vimos a dica de brincadeira no vídeo do SuperHands: https://youtu.be/UIPtT3w50Xo

7 de novembro de 2015

"O Lobinho Bom" | Leitura Compartilhada #11



O episódio de hoje de Leitura Compartilhada traz como dica o livro "O Lobinho Bom", escrito e ilustrado por Nadia Shireen e lançado no Brasil pela editora Brinque-Book.

Dê o play no vídeo abaixo e conheça esta obra maravilhosa:



Ficou interessado? O livro "O Lobinho Bom" está a venda na Amazon por R$32,30.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...