29 de novembro de 2017

"Um Porco Vem Morar Aqui" | Leitura Compartilhada #24

Julgar pelas aparências nunca foi nem será a melhor maneira de conhecer alguém. Como falar com crianças sobre estereótipos e preconceitos? Livros!

Ilustração do livro infantil "Um Porco Vem Morar Aqui", da Claudia Fries.

A dica de hoje no blog é "Um Porco Vem Morar Aqui", escrito e ilustrado pela alemã Claudia Fries e lançado no Brasil pela Brinque-Book.

O livro tem lindas ilustrações em aquarela e textos curtos em cada página, o que o torna agradável a crianças já a partir dos 3 anos nas leituras compartilhadas.

Confira o vídeo abaixo onde eu e meu filho damos a sinopse da obra, o que ela nos ensina e porque você precisa ter ela na estante:



Ficou interessado? Ele está à venda na Amazon :)

24 de novembro de 2017

Paternidade e games na Netflix

A Netflix lançou em setembro por aqui a série Final Fantasy XIV: Dad of Light, que acompanha a história de uma família japonesa em que o pai, Hirotaro, tem dificuldades para se comunicar com o filho adolescente, Akio. Quando ele larga o trabalho todos ficam surpresos e ele é evasivo sobre o motivo, então o filho decide comprar um jogo para seu pai, uma versão moderna do Final Fantasy que eles jogavam juntos na infância do garoto, e uma ponte começa a ser criada entre eles.

Imagem promocional da série Final Fantasy XIV: Dad of Light.

Detalhe: a série é baseada em fatos reais e foi roteirizada a partir de um blog japonês, onde um jogador contava as histórias de exploração que vivia com seu pai no jogo online.

Imagem do chefão do Wolfenstein 3D: o Mecha Hitler.Eu acredito muito no potencial de união dos jogos eletrônicos, como muitos pesquisadores vêm destacando. Quando eu era pequeno, uma das melhores lembranças que tinha do meu pai era quando eu me sentava junto dele para vê-lo jogar Wolfenstein 3D no modo mais difícil. Eu pagava muito pau vendo ele metralhar soldados nazistas e um Hitler ciborgue.

Infelizmente, com o tempo ele se afastou dos jogos, cada vez trabalhando mais, e acabamos também nos afastando. Infelizmente ele morreu no início deste ano, por conta de infarto, uma das muitas doenças decorrentes de excesso de trabalho e estresse. Se estivesse vivo, compraria para ele também a versão moderna de Wolfenstein que acabou de ser lançada e poderia ser uma ótima válvula para acalmar seus nervos.

Voltando a série Dad of Light, recomendo muito para pais e filhos, a vibe mistura comédia e drama (dramédia?), cenas do cotidiano e outras dentro do jogo. E o melhor (ou pior, quando você chega ao fim) é que são apenas 8 episódios de 25 minutos cada, é fácil de encaixar na correria do dia a dia.

Cena da série Final Fantasy Dad of Light, mostrando pai e filho jogando videogame juntos.

Para assistir é só clicar aqui, caso seja assinante. Caso ainda não tenha assinatura, comece seu mês grátis: bit.ly/netflixassinar

Este é um post de parceria com a Netflix, porque o blog Família Palmito faz parte do #StreamTeam, a rede de blogueiros de família da Netflix \o/

16 de novembro de 2017

Homens, vamos falar de saúde mental? #NovembroAzul

O machismo não é um problema exclusivo das mulheres. Ele prejudica a nós homens também e pode levar a morte, sabe por quê? Porque ao nos obrigar a sermos fortes, não demonstrar sentimentos que nos afligem, querer ser o provedor exclusivo da família, ele piora nossa saúde mental e pode aumentar as chances de infarto.

Confira o vídeo abaixo e compartilhe com outros pais:



Dicas de documentários na Netflix: assista ao filme My Own Man e The Mask You Live In, eles exploram muito este tema e nos ajuda a quebrar preconceitos de gênero.

18 de outubro de 2017

Organizando brinquedos para doação

De tempos em tempos, é preciso fazer um destralhamento radical de brinquedos. A criança já não brinca mais pelo excesso de opções, acumulamos brinquedos quebrados, etc.

A última vez que fiz isso foi há 2 anos e contei aqui no blog, mas naquela época foi mais de organizar o que era bom do que já não prestava mais. Dessa vez pegamos o que prestava e decidimos separar para doação, confira como foi:


28 de setembro de 2017

Dicas para crianças estudarem inglês (e outros idiomas)

A primeira infância, fase que vai do nascimento aos 6 anos, é uma fase onde as crianças desenvolvem muito suas habilidades linguísticas e é uma ótima oportunidade de aprenderem um novo idioma com mais facilidade.

Fora do ensino formal, aulas com professores de idiomas, também é possível aprender. Eu mesmo sempre tive um inglês muito bom, muito graças às fitas VHS do Magic English da Disney, que meus pais me deram na infância.

Confira no vídeo abaixo 3 dicas para crianças aprenderem um novo idioma (e que pode ser usada para adultos também):



DICA BÔNUS para os leitores do blog: há aplicativos para celulares e tablets que são gratuitos (ou baratos) e ensinam novos idiomas para nossos pequenos. Tem 2 que indico: Duolingo, que tem vários idiomas e pode ser usado por crianças alfabetizadas e adultos também, e o Busuu For Kids, focado no ensino de inglês para crianças de 4 a 7 anos.

Tem outras dicas? Vamos conversando nos comentários!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...