4 de outubro de 2018

Apenas 3 candidatos falam sobre licença-maternidade em seus planos de governo

Banner do post sobre licença paternidade e maternidade nos planos de governo dos presidenciáveis.

A licença-maternidade no Brasil é bacana. A licença-paternidade é triste. E sobre a licença-parental, proposta que divide os cuidados entre o pai, a mãe ou outros responsáveis, quase não se discute na mídia, infelizmente.

Mas há 3 candidatos à presidência que se propõe a discutir esses direitos conquistados com tanta luta, você sabe quais são?

Guilherme Boulos, do PSOL (50)


Foto de Guilherme Boulos de mãos dadas com a Sonia Guajajara em evento.

No programa de governo do Guilherme Boulos e da Sonia Guajajara eles defendem a transformação da licença maternidade em uma licença parental, para que o casal possa escolher como irá se organizar para a chegada da criança, sem distinção se os cuidados serão do pai ou mãe e independente da orientação sexual e/ou identidade de gênero.

Como um plus, eles propõem o desenvolvimento de políticas de adoção para casais do mesmo sexo e pessoas solteiras, desde que tenham as mesmas condições e requisitos do processo atual, mas sem esse tipo de discriminação.

Clique aqui para acessar o programa completo.

João Goulart Filho, do PPL (54)


Foto do João Goulart Filho fazendo campanha nas ruas.

O filho do ex-presidente Jango também fala de licença-maternidade em seu programa de governo. Infelizmente ele nada diz sobre a licença-paternidade ou parental, mas ao menos ele propõe ampliar a atual licença dada às mães para 1 ano.

Para conhecer o plano do João Goulart Filho, clique aqui.

Marina Silva, da REDE (18)


Foto de Marina Silva fazendo coração com as mãos, com seu vice Eduardo Jorge ao lado.

A Marina Silva propõe duas coisas nesse tema: ampliar a licença-paternidade (embora sem dizer o quanto) e realizar uma transição gradual para a licença parental, sem que isso signifique um prejuízo do tempo já conquistado pelas mulheres.

Além disso, ela propõe medidas de apoio ao empreendedorismo feminino por meio de facilidade de acesso a crédito. Para pais e mães, ela também irá estimular a ampliação do número de creches em tempo integral.

Para saber mais, clique aqui e conheça o plano de governo da Marina.

***

Nenhum dos outros candidatos citam a licença-maternidade ou licença-paternidade em seus planos de governo, por isso não estão aqui. Mas você pode ler os planos deles clicando aqui para ir no site do Congresso em Foco.

***

É isso pessoal, quem for votar pela família brasileira, lembre-se de escolher candidatos que respeitem a diversidade e tenha propostas concretas no assunto. Um bom voto a todos neste domingo ;-)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...