16 de novembro de 2016

"A Cicatriz" | Leitura Compartilhada #17

Existem livros para todos os momentos, e a dica de hoje é para um momento que costuma ser desesperador para nós pais: quando o filho se machuca e ganha uma cicatriz. Nessas horas, é sempre bom ter em mãos soro fisiológico, gazes e um exemplar de A Cicatriz, livro do Ilan Brenman.

Ilustração de Ionit Zilberman para o livro "A Cicatriz", de Ilan Brenman

No final de semana passado, tivemos um acidente numa festinha de aniversário. O Miguel cortou o supercílios brincando perto de uma área com telha baixa. Passado o susto (E QUE SUSTO!), em direção ao hospital, eu e minha namorada fomos contando histórias de nossas cicatrizes para ele e isso me lembrou de uma obra escrita pelo Ilan Brenman e ilustrado pela Ionit Zilberman, chamada "A Cicatriz". Na história, acontece a mesma coisa com a protagonista.

Assista o vídeo abaixo e conheça um pouco mais sobre o livro, que tenho certeza que te ajudará num momento desses assim como nos ajudou:



Ah, uma última coisa super importante. Eu e o Miguel queremos saber se você também tem cicatrizes e qual a história delas. Deixe aqui nos comentários para eu ler com ele :-)

As minhas histórias de cicatriz são as mais bobas, tipo: levei ponto bem na sobrancelha quando tinha 9 anos, porque fui colocar meu irmão no berço e estava pouco iluminado, acabei batendo a minha cabeça numa cômoda. Outra, quando era ainda menor, aos 3/4anos, ganhei quando peguei Coca-Cola escondido dos meus pais na geladeira e era de vidro na época, ela caiu e cortou meu pulso direito (boatos que me tornei canhoto nessa época). Teve aquela de quando fui jogar bola e bati a cabeça na trave, de quando fui atacado por um cachorro no meio de uma guerra de mamonas na rua, etc etc hahahahahaha (só rio agora que passou).

6 comentários:

  1. Tenho uma marca de mordida de cachorro na coxa, de quando os 5 cachorros da minha tia me ataram, devia ter uns 8 anos, não sei ao certo. Por sorte só uma das mordidas foi funda o suficiente pra deixar cicatriz. hahaha. Boa recuperação para o Miguel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na coxa deve ter doído bastante, hein? Ouch!

      Além das costas, eu tenho uma marca na mão de mordida de cachorro, mas esse foi do meu, que era um pastor alemão e devia estar num dia ruim, porque até onde me lembro foi uma mordida bem gratuita, tinha mais ou menos essa idade tbm.

      Excluir
  2. Tadinho do Miguiii!

    Eu tenho uma cicatriz no joelho, por pura inocência (ou burrice), rsss..
    Dormi com uma boneca de porcelana, a fofa caiu no chão no meio da noite e eu peguei e dormi com ela quebrada mesmo.. ÓBVIO que cortei o joelho. Não doeu, ainda bem! Ahh, eu tinha 8 anos!

    Miguelito, espero que o seu machucado sare rapidinho! E bem-vindo ao clube dos "Com cicatrizes"...agora você também tem uma história para contar para os seus amiguinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa hahahahaahah é uma imagem bonita hahahhahahahahaha

      Excluir
  3. Miguel, tenho uma cicatriz enorme no joelho, que ganhei de um jeito bem bobo. Eu tinha uns 5 ou 6 anos de idade quando escorreguei dentro de uma sorveteria, fiz um corte grande no joelho e tive que tomar 4 pontos. Nem aproveitei o sorvete :( kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aposto que o mais doloroso nem foi cair na frente dos outros, foi não ter aproveitado o sorvete hahahahah

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...