14 de abril de 2016

Filme para os pais: O Sol é para Todos #StreamTeam

Scout: Não vou mais para a escola.
Atticus: Scout, foi seu primeiro dia.
Scout: Não quero saber. Deu tudo errado. A professora ficou muito brava comigo e disse que você me ensinou a ler errado e era para parar. E feito idiota tentei dar uma moeda para Walter Cunningham quando sabemos que os Cunningham não pegam nada de ninguém. Qualquer um teria dito isso para ela.
Atticus: Bem, talvez ela também estivesse nervosa. É o primeiro dia dela na escola e por aqui.
Scout resmunga.
Atticus: Se você aprender um truque, vai se dar melhor com todo mundo. Você nunca entende realmente uma pessoa até ver as coisas do ponto de vista dela. Até estar na pele dela e sentir o que ela sente.
Capa do filme O Sol é para Todos no Netflix

O Sol é para Todos, dirigido por Robert Mulligan e lançado em 1962, é um dos filmes mais emocionantes que já assisti, trazendo à tona temas como paternidade, empatia e preconceito.

Ambientado na época da Grande-Depressão dos Estados Unidos, acompanhamos a família Finch, o pai Atticus, a filha caçula Scout e o filho Jem. A mãe morreu pouco depois de Scout nascer. Enquanto as crianças aprontam na vizinhança e criam teorias sobre um cara que vive isolado por ali, o pai delas, que é advogado, é escolhido para defender um negro inocente acusado de estupro.

Cena do tribunal, de O Sol é para Todos (To Kill a Mockingbird)

A história é emocionante e recomendo assistir sem mais informações, para que não estrague as surpresas. O que gostaria de enfatizar é que, embora conte com a ajuda de uma doméstica, Atticus é um pai solteiro e cria os filhos de uma maneira muito próxima e amável, é inspirador. E há várias outras figuras paternas secundárias e interessantes, embora menos inspiradoras, tipo o pai alcoólatra, o pai que se afasta da família por causa do processo, o pai que isola o filho da sociedade, entre outros  hahaha


Outra coisa legal para reparar enquanto assiste: a diferença entre as épocas. Criança na frente do carro, sem cinto, as idosas na frente de casa fofocando sobre quem passa, a doméstica que também educa as crianças do patrão, inclusive com palmada, o pai deixando o filho pequeno cuidando de casa por um tempo, as aventuras no bairro, enfim.

Enrolei pra assistir esse filme nem sei porquê, mas ele conseguiu me prender da meia noite as 2h da madruga num dia que eu estava bem cansado. OU SEJE, é uma obra maravilhosa e mega recomendo!

O filme está disponível na Netflix, você pode assistir clicando aqui caso seja assinante. Caso ainda não tenha assinatura, comece seu mês grátis: http://bit.ly/netflixassinar


E sim, este é um post em parceria com eles, porque agora o Família Palmito faz parte do #StreamTeam, e isso me motivou a reativar essa série de posts sobre os filmes para pais \o/

2 comentários:

  1. Wow, adorei! Sinto que essa parceria promete <3 vou assistir o filme. Estava com saudade dessas dicas. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico muito feliz de voltar a dar essas dicas também, compartilhar bons filmes <3 Vamos ver se sai um por mês ^^

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...