31 de outubro de 2014

Halloween ou Dia do Saci?

"Saci or not saci, that is the question"
Shakespeare

Por costume, hoje é comemorado o Halloween no mundo inteiro, por decreto, comemoramos o Dia do Saci no Brasil. Como vocês lidam com isso em casa?

Foto: Mauricio Melo. Image do site Educar para Crescer

Alguns dos meus leitores devem saber que eu tenho uma loja de terror, com livros infantis de lendas do folclore nacional e outras criaturas fantásticas. Não preciso reforçar o Dia do Saci porque aqui ele é valorizado naturalmente. E não preciso falar de vampiros, lobisomens e bruxas hoje porque é algo comum para nós também.

Então, afinal de contas, o que eu acho dessas duas datas? 

Vejo muita gente discutindo à toa, "ai, porque Halloween não é uma data brasileira", "ai, costume besta americano", "temos que valorizar a nossa cultura" ou "que graça tem o Saci?", "não tem o que comemorar, lendas brasileiras são chatas". Eu digo apenas um alto "AFF" para isso. Uma comemoração não exclui outra. e as duas tem muitas coisas legais, mas infelizmente são mal-exploradas por aqui. Ah, vale lembrar que Halloween tem origem europeia, e não norte americana.

Acho que devíamos falar de lendas como falamos de contos de fadas, são histórias fantásticas que tem o poder de assustar e encantar a todos. Assim talvez não precisássemos ter um Dia do Saci no dia 31 de outubro. Quem sabe não teríamos crianças vestidas de Cuca, Labatut, Curupira, Mapinguari, junto com monstros famosos de outros lugares do mundo :-)

Miguel se fantasiou de zumbi para o Halloween na escola
Miguel pra festinha de Halloween da escolinha. Foi de morto-vivo, que não é norte americano, nem brasileiro, é mais antigo e sem origem claramente definida.

Eu acho que nossos monstros não são MAIS legais que os monstros importados, nossas festas não são melhores que as de fora. Nossos monstros são tão legais QUANTO os importados e nossas festas são tão divertidas quanto as de fora. Há uma diferença importante aí.

Tem gente que curte histórias de lobisomem, mas será que já ouviram falar do capelobo? Lá fora tem a lenda do cavaleiro sem cabeça, aqui temos uma mula sem cabeça. Na Europa, o Puck é conhecido, um elfo travesso com aparição em obra de Shakespeare, aqui temos o Saci, tão sapeca quanto. O cruel Vlad Tepes depois de morto assombrou as pessoas como vampiro, o cruel General Labatut depois de morto continuou assombrando o povo na forma de monstro que ataca a noite.

Acho legal fazer essas ligações, mostrar a diversidade das histórias. Acho que dá pra curtir numa boa o Halloween sem desprezar o folclore nacional, e vice-versa.

***

Esse não é um post patrocinado, mas acho legal fazer uma propaganda da minha loja hehehe confira através do link a seguir várias obras ligadas ao folclore: bit.ly/CHfolclore

2 comentários:

  1. Estive estudando folclore brasileiro para o meu livro, e o que percebi é que a maior parte das lendas e criaturas brasileiras são importadas e adaptadas para o nosso cenário. O folclore brasileiro veio tudo na colonização, no navio negreiro, nos navios de imigrantes europeus... Ah, e Halloween não é de origem americana. A gente podia só mudar o nome para "Dia de Todos os Monstros", hahaha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada é de nenhum lugar, né? É tudo recriação. Agora nem tudo veio com a "descoberta" do Brasil, várias lendas foram criadas pelos índios que já viviam aqui, mas mesmo essas lendas também acabam encontrando ecos em lendas de todo o mundo.

      Adorei a proposta de Dia de Todos os Monstros! hahahahaha

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...