22 de julho de 2014

Primeira visita ao museu

Domingo passado levei meu filho pela primeira vez ao museu. Fomos todos, eu, namorada, filho e amigos, de excursão para São Paulo ver o mundo pontilhado da japonesa Yayoi Kusama.

Confesso que não dava a importância devida à artista, pra mim, sempre pensava em bolinhas e 'cabô, não via a graça. Mas como a Bruna vivia falando dela e a amava, mostrei para ela uma excursão que estavam planejando e fomos. Preparei o Miguel antes falando um pouco sobre as obras, sobre como ela curtia desenhar bolinhas em tudo, ensinei ele a falar o nome dela e pronto. Torci para que ele se comportasse e, mais do que isso, torci para que ele se interessasse.

A realidade foi bem melhor que a expectativa, tanto em relação ao que descobri sobre a Kusama, quanto sobre o comportamento do Miguel. Embora tivesse fila na entrada, ele aproveitou para uma soneca. E quando ele entrou, quis ver tudo e se encantou com várias coisas, principalmente as instalações com espelho e luzes.

A carinha do danado

Legal é topar com a imaginação da criança ao ver imagens abstratas. Um quadro branco com bolinhas pretas eram pessoas com um cão de guarda, um barco cheio de objetos fálicos era um barco cheio de cenouras, e coisas do tipo.

Minhas pinturas favoritas eram as do início da carreira dela, mais sombrias e apocalípticas, principalmente por causa da 2ª Guerra Mundial, mas os trabalhos mais recentes são bem coloridos e interessantes, principalmente aqueles com pegada surrealista e traços simples.

São berinjelas de prata, Miguel

Selfie no museu pode sim

Miguel me contando suas visões sobre a arte de Yayoi Kusama

Os trabalhos mais recentes

A melhor pintura da artista, segundo EU.

Recomendo muito o passeio no museu com criança, o Miguel adorou e eu também. Sinto muito de não ter ido quando pequeno, mas minha família não tinha o hábito...

A exposição "Obsessão Infinita" da Yayoi Kusama estará em São Paulo só até esse domingo, 27 de julho, depois vai para o México. Então quem quiser ver, precisa correr. Recomendo chegar uma hora antes da abertura, porque pelo que fiquei sabendo a tarde lota (imagine na última semana então).

Acesse o site do Instituto Tomie Ohtake para mais informações: institutotomieohtake.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...