17 de julho de 2012

Que feio, Tietê!

E aí que o maior terminal rodoviário da América Latina só tem fraldário no banheiro das mulheres, porque pais não trocam fraldas, né?


Eu estava pensando em escrever hoje um post sobre como o Festival do Japão 2012 foi legal, até que, na hora de voltar embora para casa, na rodoviária, eu precisei trocar a fralda do Miguel. Vi um sinal de fraldário e fui seco nele, cheguei lá e era junto ao banheiro feminino ¬¬ Ainda perguntei pra uma das mulheres que entravam:

- Aí homem não entra, né, esse fraldário é só para mães?
- Siiim (eu já sabia a resposta, nem sei porque perguntei).

Ainda com esperanças, fui ao banheiro masculino ver se tinha algo que servisse de fraldário, sei lá, um balcão: nada. Pensei em trocar o filhote nos bancos do saguão de espera, mas as cadeiras tem aquelas divisórias que impedem qualquer um de deitar.

Ando, ando, ando e qual é a única solução? O chão!


Tive que jogar minha blusa no chão, como se piquenique fosse, e trocar o Miguel às vistas de todos, embora eu tenha escolhido um lugar menos movimentado. O que eu fico indignado com esses lances é que eu estou tendo que trocá-lo assim quando estou a 30 metros de um fraldário que eu não posso entrar por ser homem.

Poxa, o Terminal Rodoviário Tietê é o segundo maior do mundo, e ainda assim eles não pensam nos pais? Faz um fraldário pra família ou um no banheiro dos homens também!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...