29 de fevereiro de 2012

Filme para os pais: Kramer vs Kramer

Billy Kramer: Quando que a mamãe vai voltar?
Ted Kramer: Não sei, Billy. Logo.
Billy: Quão logo?
Ted: Logo, oras.
Billy: Ela irá me pegar na saída da escola?
Ted: Provavelmente. E se não for, eu irei.
Billy: E se você se esquecer?
Ted: Não me esquecerei.
Billy: E se você morrer atropelado por um caminhão?
Ted: Daí a mamãe te pega.

Eu amo/sou Kramer vs Kramer! Desde quando fui apresentado ao filme, numa palestra do Fabrício Carpinejar.

Ó um resumo do filme: Ted Kramer (Dustin Hoffman) se afunda no trabalho e deixa o papel de marido e pai em 2º plano, aí a Joanna Kramer (Meryl Streep) se cansa disso, vai viver a vida dela e o deixa com o filho. O pai então tira esse atraso, dá pirueta pra se adaptar a nova vida e, quando se adapta, a mãe reaparece pra brigar pela guarda.



Pegaram o porque amo esse filme?

Mas eu recomendo o filme não porque ele fala comigo, mas sim porque ele fala com todo pai, para lembrá-lo que o trabalho não vem acima de tudo, que ele não é o centro do universo e que a convivência íntima com o filho é a experiência mais enriquecedora que um homem pode ter na vida.


E Ted é um cara normal, por isso nos identificamos com ele. É um ser humano, erra, aprende, e é tão bem interpretado por Dustin Hoffman que é impossível não vibrar em algumas cenas, como quando o pequeno Billy se acidenta, dá vontade de pegar a TV e a levar pro hospital, como se o filho fosse nosso.

E Joanna não é um monstro, só uma pobre alma tentando se encontrar nos lugares errados.

Não tarde, vale ressaltar que Kramer vs Kramer é um filme da década de 70, e que nessa época ele mexia com diversos tabus em relação as novas estruturas familiares, a relação entre pais separados, a busca das mulheres por seu espaço no mercado, o homem se tornando o pai participativo ao invés de somente provedor, entre outras coisas que se eu contasse viraria spoiler hahahahaha...



Kramer vs Kramer é com certeza um dos melhores filmes no gênero drama familiar. Em 1980, venceu o Oscar em cinco categorias: melhor filme, melhor diretor, melhor ator , melhor atriz coadjuvante e melhor roteiro adaptado.

Enfim, quem ainda não assistiu está perdendo tempo. Veja abaixo o trailer de Kramer vs Kramer:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...