17 de janeiro de 2012

Sair por aí pra ser Jesus numa moto

Eu vou virar a própria mesa,
Quero uivar numa nova alcatéia,
Vou meter um "marlon brando" nas idéias,
E sair por aí,
Prá ser jesus numa moto,
Che guevara dos acostamentos,
Bob dylan numa antiga foto,
Cassius clay antes dos tratamentos,
John lennon de outras estradas,
Easy rider, dúvida e eclipse,
São tomé das letras apagadas,
E arcanjo gabriel sem apocalipse.

Jesus Numa Moto - Sá, Rodrix & Guarabyra

Aê! Agora tudo se acertará. Com a graninha do 13º sobrou dinheiro pra investir numa moto (que vou pagar em 3 anos), que foi o que possibilitou eu voltar pra Pedreira e poder passar todos os dias com meu filhote.

CG 150cc Fan 2012, meu 2º grande investimento (em 1º ainda é o iPhone)


Com uma semana indo e vindo do trabalho pra casa com a moto, vou comentar algumas coisas que têm passado pela minha cabeça desde então:

- Pegar estrada de moto não é perigoso. Perigoso é andar na cidade, com seus malucos de carros, motos (é) e ônibus (os piores);

-  É muito chato dirigir sem ouvir música ou podcast, mas por lei motoqueiro não pode usar fones de ouvido. Isso é muito chato, parece que perdi uma hora e meia de vida (Pedreira-Campinas dá 45 minutos). Minha professora de CFC falou que dá pra driblar a multa usando só um fone, já que a lei proíbe dirigir utilizando-se de foneS nos ouvidos. Alguém arrisca? Sabe se é verdade?

- Outra coisa triste é que não posso passear com o Miguel, ainda fico dependendo dos automóveis alheios. Até ele chegar aos 7 anos vai teeeeempo... O tempo de umas 5 piscadas mais ou menos (o tempo voa)!;

Contente-se em usar o capacete do "papaí", a moto é só pra gente grande :-)


- Dirigir em rodovia é maravilhoso, o vento batendo no corpo, a velocidade, poucas construções. Será que vou enjoar disso depois de um tempo? Espero que não!

- Não dá pra deixar a moto na rua sem seguro, não em Campinas. O seguro sai caro, mas o sossego vale.

É isso. Beijinho na pontinha do nariz de vocês, e fiquem com o vídeo da música citada no post:

8 comentários:

  1. Miguelzitcho só na vontade até lá :)

    ResponderExcluir
  2. Pois é, Carol! Tadinho...

    Eu tenho minhas lembranças de quando andava na frente da moto do meu tio, guiando, quando tinha uns 4, 5 anos... Naquela época não havia tanto trânsito, nem tantas leis, nem tanta preocupação...

    ResponderExcluir
  3. Guilherme Rogierijaneiro 17, 2012 3:18 PM

    Isso ae Noris, aos poucos vai descobrindo o prazer que é andar de moto! ;)
    E o preço do seguro vale o preço da tranquilidade, digo por experiencia própria!
    Agora é só combinarmos os passeios de fds pra mudar um pouco esse seu trajeto Cps-Pedreira. heheh
    Abs.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom, pegando gosto, hein?
    Acho que não vai mudar de ideia não, no máximo vai ficar de saco cheio de tomar chuva (principalmente na estrada).

    Bora combinar o passeio!

    ResponderExcluir
  5. Aô, Guilherme e Lou, agora vou entrar pro motoclube de vocês hahahahahahahahaha

    Sobre a chuva, peguei ontem, não foi tão ruim quanto imaginei, mas minha galocha não protegeu nada :-(

    ResponderExcluir
  6. andar de moto é mto bom. a sensação é muito boa. como moro próximo da rododia [Br116] as vezes peço pro maridão me levar pra dar uma volta.
    não, eu não sei pilotar. mas tenho carteira! kkkk

    ResponderExcluir
  7. Oloco, Aline! Você só precisa de prática. Na próxima vez manda o maridão ensinar (em um lugar mais calmo que uma rodovia, de preferência) rsrsrs

    ResponderExcluir
  8. Verdade, é prática mesmo. Mas como marido tem uma 250, meu porte físico não me permite!! kkk Não aguento o peso da moto. Esses dias tentei mudar ela de lugar na garagem e não consegui. #vergonha!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...